RedCake Agência de Marketing Digital

Loja virtual: porque você deveria ter uma com o mesmo segmento da loja física

Em 2017, só nos Estados Unidos, foram quase 7 mil pontos de vendas varejistas fechados. Esse “fenômeno” ficou conhecido como Efeito Amazon, em referência a gigante que cresce cada dia mais. A Amazon foi uma das primeiras lojas virtuais do mercado. Ainda de acordo com uma pesquisa realizada com 22 mil pessoas em 27 países, 59% realizam compras na loja online. Sendo que, destes, 27% consomem menos em lojas físicas por causa das compras online.

Aqui pelas terras tupiniquins a novidade tarda mas não falha! Aos poucos as lojas estão implementando a opção de loja virtual para seus negócios. Apesar de ser um excelente negócio, muitas pessoas ainda têm medo de encarar esse desafio. Mas o que elas não sabem [e agora você vai saber] é que é muito mais simples do que imaginam. Atualmente é fácil encontrar um ERP [Enterprise Resource Planning / Planejamento de Recursos Empresariais] prontos. O que facilita bastante a vida do empresário.

O ideal, realmente, é criar uma loja virtual do zero, personalizada para o seu negócio. E aqui na RedCake nós fazemos isso para você! Geralmente, o valor a ser investido depende do setor escolhido, local e tamanho do negócio. Um exercício fácil para se fazer um comparativo é somar tudo aquilo que é preciso para montar uma loja física no Brasil. Desde os custos referentes ao espaço físico em si [entre compra ou aluguel] até vitrines, letreiros, araras, balcões e o que mais for necessário.

LOJA VIRTUAL COMPENSA MAIS

loja virtual

Enquanto para as lojas físicas existem essas coisas, para uma loja virtual existem outras estratégias. Principalmente para as pequenas e médias empresas, que diminuem consideravelmente seus custos para manter a loja aberta. Outra grande vantagem é o marketplace integrado ao ERP.

Lojas como Submarino, Mercado Livre e Lojas Americanas têm um sistema que permite pequenos lojistas a estarem presentes em suas vitrines virtuais. De acordo com o Ebit, essa modalidade teve um faturamento de R$73 bilhões em 2017. Alguns pontos que ajudaram nesse crescimento foi a confiança do usuário nas grandes marcas e o baixo custo.

Alguns outros pontos que podemos considerar como “compensatórios” em se ter uma loja virtual são:

<ulclass=”redlista”> Seu cliente está na internet, isso quer dizer que é mais fácil te encontrar.

<ulclass=”redlista”> Seu cliente poderá comprar os produtos que ele já conhece e confia, através da internet.

<ulclass=”redlista”> As vendas online não diminuem as vendas da loja física, mas é preciso paciência, além de uma campanha de marketing bem estruturada e adaptação.

<ulclass=”redlista”> Se você não estiver nas redes sociais, seu concorrente estará.

<ulclass=”redlista”> Quem compra em loja virtual também compra em loja física e vice-versa. As compras não diminuem, e sim, somam.

<ulclass=”redlista”> Por maior que seja a sua empresa, ainda existem milhares de pessoas que não a conhecem.

<ulclass=”redlista”> Criar e manter uma loja virtual não é caro!

O NOVO MERCADO CONSUMIDOR

loja virtual

Os novos modelos de mercado, como o virtual, nada mais são do que um reflexo da mudança de estilo de vida do consumidor. Dificilmente uma pessoa irá comprar algo [tanto em loja física quanto em loja virtual] antes de dar uma pesquisar na internet.

Por mais rápida que seja essa pesquisa, ela existe, especialmente para o comparativo de preços. Afinal de contas, todo mundo quer pagar mais barato. Mas, mais que isso, na internet o consumidor é o melhor aliado da marca.

Porque quando uma pessoa pesquisa sobre determinado produto, além do preço, ela quer saber se o produto é realmente bom. Se a loja realizou um bom atendimento, se entregou o produto de forma correta [no prazo e sem defeitos]. Entre tantas outras coisas, que os consumidores sabem muito bem como elogiar ou reclamar.

Não à toa sites como Reclame Aqui e Consumidor.gov vem ganhando cada vez mais relevância no mercado virtual.

Voltando a parte prática, uma loja virtual pode ter um baixo custo e ainda ser integrada a um ERP. Isso faz cm que, praticamente, seja eliminada a necessidade de programação de um site específico. Lembrando: essa é uma ideia que melhor funciona para as pequenas e médias empresas, ajudando a impulsionar a economia.

CANAIS DE VENDAS ONLINE

loja virtual

Certo, você acredita que a sua empresa precisa de uma loja virtual. Isso é ótimo! Mas, primeiro, preste atenção nesses canais de e-commerce:

<ulclass=”redlista”> Marketplace: é uma espécie de shopping gigante na internet. Resumindo bastante, é um portal que abriga diversas lojas virtuais, como uma grande vitrine, onde os clientes podem pesquisar o mesmo produto com diversos vendedores. A exemplo do Mercado Livre.

<ulclass=”redlista”> Redes Sociais: hoje já temos a possibilidade de comprar e vender diretamente pelas redes sociais. Tanto de forma direta [apenas apertando um botão] como através de conversas com vendedores.

<ulclass=”redlista”> E-mail Marketing: não é exatamente um canal de vendas, mas de marketing. Através do qual você será capaz de divulgar seus produtos e serviços, direcionando os usuários para seu site ou loja virtual, por exemplo.

<ulclass=”redlista”> Comparadores de preço: quem nunca ouviu falar no Buscapé? Como ele existem outros: Google Shopping, Zoom, BondFaro, JaCotei… Inclusive, tanto o Zoom como o Buscapé já estão se tornando marketplaces.

LOJA VIRTUAL X MARKETPLACE

loja virtual

Bem, os canais são diversos, além desses que mencionei acima ainda existem tantos outros. Mas vamos lá, qual o melhor canal de vendas? A resposta para essa pergunta só depende da sua empresa. Isso porque é preciso avaliar algumas características, a exemplo de: realidade, grau de maturidade da empresa e necessidades específicas.

Algumas pessoas acreditam que apostar em vários canais. Mas essa pode não ser a melhor estratégia. Se você já possui redes sociais, pode criar uma loja virtual e fazer o redirecionamento dos posts [nas redes] para ela. Apostar em tudo de uma vez só é pedir para conquistar resultados medianos [ou até baixos]. Foco é sempre a melhor opção.

Além disso, é importante ter em mente que, nem sempre o melhor canal de agora é o melhor canal do ano que vem. Assim como pode não ser o mesmo do ano passado. Por isso, a avaliação dos canais de vendas precisa ser realizada de forma periódica.

Agora que você entende um pouquinho mais sobre como funciona e para que serve a loja virtual, que tal colocar em prática esses novos conhecimentos?

Mas se você ainda não se sente confiante o suficiente para fazer isso sozinho, tem nada não! Porque a equipe RedCake está aqui para te ajudar! Nós somos experts em Criação de Loja Virtual!

E se você curtiu nossa matéria sobre como alcançar o posicionamento perfeito no maior buscador do mundo, provavelmente, também irá gostar de outros assuntos que exploramos aqui no blog. Se liga nas novidades que tem por aí!