RedCake Agência de Marketing Digital

O que é landing page e porque é tão importante investir em uma

Uma landing page, nada mais é que uma “página de destino” ou “página de pouso”. Isso quer dizer: é a partir dela que você será capaz de captar mais leads. Basicamente é uma página onde um usuário vai entrar, como qualquer outra do seu site. Muita gente acha a homepage é o único jeito de acessar um site, bom, não. Além disso, as landing pages somam, geralmente, o maior número de acessos de um site.

O que não é muito complicado entender, já que, uma vez que você procura por um termo [palavra] no Google ele tende a mostrar os resultados mais específicos possíveis. Dessa forma, a home tende a ser um ponto de partida mais comum para o acesso ao conteúdo do site. Esse mesmo conteúdo, também, pode estar presente na landing page. Ou melhor, a landing page pode fazer o papel de Home.

A imagem abaixo é um bom exemplo. Ela possui uma mensagem clara, um botão de conversão [que direciona para algum lugar]. Também apresenta um layout simples, sem distrações. Um detalhe que, talvez, você não saiba é a necessidade de se trabalhar a otimização da landing page. Fazendo com que seus usuários gerem o máximo de retorno para você.

landing page

Por exemplo: digamos que um site tem cerca de mil visitas, das quais, 50 se tornaram pedidos de compra. Isso quer dizer que o site tem 5% de taxa de conversão. Dessa forma, se você conseguir aumentar só 1% de conversão [através da landing page, por exemplo] irá chegar a 60 pedidos. Consequentemente, a receita da sua empresa crescerá mais 20%.

APRESENTE UMA PROPOSTA CLARA PARA A SUA LANDING PAGE

landing page

Qual é a sensação que uma pessoa tem ao visitar a sua página pela primeira vez? Será que essa pessoa está onde esperava estar? E, mais que isso, será que o seu site atendeu às expectativas de busca desta pessoa? A característica mais importante para o sucesso de uma landing page é atrair o interesse do usuário. Para que a atenção seja apreendida é preciso ser claro e objetivo, de uma forma diferente.

Basicamente: deixe sua proposta explícita, para que o usuário consiga captar a ideia nos primeiros 5 segundos de visualização. Como no exemplo do MailChimp, que deixa claro que a empresa tem alguma coisa a ver com o envio de mailing. Essa informação somada ao macaco – mascote da marca – dá a sensação de serviço ativo.

CALL TO ACTION

landing page

Uma call to action [CTA], ou chamada para ação, é um botão utilizado para que a pessoa conclua uma ação. Se você tem um e-book que mostra aos usuários maneiras não convencionais de utilizar alguns dos seus produtos ou quer compartilhar determinado conhecimento sobre um assunto que diz respeito à sua área de trabalho, a landing page é um excelente local para divulga-lo. E será através da CTA que a pessoa interessada terá acesso a ele.

A parte boa é que a CTA já faz parte da [nossa] vida das pessoas que é praticamente um padrão da internet. Então não é nenhuma novidade para os usuários, o que acaba aumentando a conversão. O melhor é usar expressões como “Baixar E-book”, “Baixar Software”, ao invés do simples “Clique Aqui”.

A mesma coisa acontece na hora de escolher uma palavra-chave para a landing page. Ela deve ser exatamente o que se deseja aumentar em uma otimização. Ah, e que fique claro: jamais mencione algo no botão que não será cumprido. Uma vez que o usuário clicar e não for correspondido com o que foi prometido, terá uma péssima experiência, podendo prejudicar a confiabilidade do seu site.

EASY PEASY LAYOUT

landing page

Foca no seguinte: a landing page precisa ser simples, clara, sem firulas, sem um milhão de promessas. O layout tem que ser fácil e muito instintivo. Assim o usuário consegue se encontrar rápido e navegar com facilidade. Às vezes, o simples fato de ter um espaço de “respiro” ao redor do botão CTA pode aumentar a quantidade de cliques. Pelo simples fato de que ele está mais destacado.

Para o layout funcionar e alcançar seu principal objetivo, que é a conversão, é preciso saber exatamente quais informações deixar disponíveis. Pense na landing page como um ponto de venda e não um manual de instruções. Lembre-se, o importante aqui é vender, por isso, foca no produto. Exponha os benefícios e diferenciais. Se você considera várias informações importantes, tente otimizá-las ao máximo possível.

Caso isso não seja possível, crie mais de uma landing page. Divida as informações, sempre com a opção de clicar para acessar o seu site caso o usuário fique com alguma dúvida ou queira mais informações. E, claro! Deve apresentar uma das caraterísticas principais: o formulário. Sem ele, a landing page perde seu propósito.

VISUAL É TUDO!

landing page

O primeiro sentido que os seres humanos utilizam para fazer reconhecimento de mundo é a visão. Obviamente existem exceções. Mas vamos falar do geral mesmo. Imagine que você está olhando para uma paisagem na janela. A primeira coisa que você verá é a própria paisagem. Então, a janela, suas esquadrias e fechadura e pintura e vidros… depois irá observar, de fato os detalhes da janela. Isso, se observar.

Por isso o visual é tão importante. Porque é o que chamará a atenção. Utilize elementos que são de fácil reconhecimento. Desde símbolos, imagens até o produto. Faça com que o principal elemento que você quer que as pessoas vejam esteja em destaque. Ainda sobre o exemplo do MailChimp, o macaco está olhando para a informação, consequentemente, ela será a segunda coisa para a qual, instantaneamente, as pessoas olham.

Agora que você já está mais familiarizado com o termo e conceito de landing page, que tal começar a criar as suas?

Mas se você ainda não se sente confiante o suficiente para fazer isso sozinho, tem nada não! Porque a equipe RedCake está aqui para te ajudar! Nós somos experts em Inbound Marketing!

E se você curtiu nossa matéria sobre como alcançar o posicionamento perfeito no maior buscador do mundo, provavelmente, também irá gostar de outros assuntos que exploramos aqui no blog. Se liga nas novidades que tem por aí!







Cases

A melhor forma de conhecer a qualidade dos nossos serviços é através daqueles com quem trabalhamos.